8 de jan de 2010

2010

Pela primeira vez na minha vida (sim, pq desde que eu tenho um ano de idade isso acontece) a situação se inverteu. Uma pequena depressão (ou seria 'incomodação' ?) no Natal e uma euforia estranha no Ano Novo. Talvez fosse Canela, talvez fosse por passar o Ano Novo perto de poucas pessoas que representam muito pra mim ou talvez seja o simples fato de eu esperar muito de 2010. Pra mim, tirando 2007 e o início de 2008 (que foram ótimos sempre digo "a melhor época da minha vida), todos os outros anos da minha vida foram indiferentes, não foram nem MUITO bons, nem MUITO ruins. Não faço promessas de início de ano, pq sei que não vou cumpri-lás, o que me deixa indignado comigo mesmo. Talvez eu apenas trace alguma metas que podem simplesmente serem feitas ou não. Tenho esperança que 2010 seja um ano como 2007, e pressinto que será. \o/

Quando estávamos em Canela, eu descobri que eu não seria um bom pai, pelo menos por agora. A minha irmã passava o tempo todo falando em "noel, noel". Se fosse minha filha, eu sentava ela num sofá e colocava um DVD do Oasis pra ela ver. Mais tarde descobri que ela falava isso por ver os papais-nóies nas vitrines das lojas. Outra hora ela falou em "lefanti" (não, ela não estava se dirigindo a minha pessoa) pq tava brincando com meu chaveiro, que é um elefante. Ora, pra mim foi explícito a vontade dela de ler "Pergunte ao Pó" ou "A Caminho de Los Angeles". Na verdade, se for olhar por uma outra ótica, isso não seria ser um mau pai.

Férias meio monótonas ainda, eu tô naquele minha apatia levemente depressiva que poucas pessoas entendem. Mas Garopaba e Capão estão chegando. Óbvio, tenho mais ansiedade por Capão do que por Garopaba, por mais estranho que isso pareça. Espero que o mar contribua esse ano, pq ano passado só faltou isso pra ida à praia ser perfeita.

Ai, ai, Capão, Canela, Chicago. Essas cidades com "c" na inicial ainda me matam do coração, cada uma por um motivo diferente. =D

Bom vestibular aos jedis que o farão. Eye of the Tiger.

Nenhum comentário:

Postar um comentário